segunda-feira, 26 de maio de 2014

A Rapariga com o Vestido de Espelhos ©

Era uma vez uma rapariga chamada Ana.
Ana era uma menina muito pobre, mas muito feliz, que vivia com os pais numa casa pequena.
Era o primeiro dia de escola de Ana, os seus pais tinham conseguido, finalmente, arranjar dinheiro para pagar a escola. Pelo caminho viu muitas meninas, muito bem vestidas, muito elegantes e ricas, mas não se importou com as diferenças e tentou fazer amizades
Ao chegar à escola, Ana ouviu um toque, mas ficou parada a ver toda a gente a ir para as salas. Uma menina, de cor castanha como o chocolate, foi buscá-la e levou-a para a sala, para esta não ter falta. Ana portou-se muito bem.
- Triiiiiimmmmm!!! – tocou – disse Jucimila.
No recreio, Ana e Jucimila apresentaram-se, conversaram muito e tornaram-se amigas.
Rita, uma outra colega de Ana, era uma pessoa má e fazia tudo para lhe arranjar problemas. Muitos anos foram assim e era engraçado, porque Rita partia espelhos todos os dias e Ana apanhava os pedaços de espelho que ficavam no chão. Houve um dia em que Ana tinha tantos pedaços de espelho que os começou a coser uns aos outros e acabou por fazer com eles um vestido.
Os anos foram passando e Ana ficou rica com o negócio dos vestidos, mas continuava a ajudar os outros e a ser amável como sempre. Mas…, certo dia, ao lembrar-se de Jucimila, convidou-a a ser sua sócia, ao que esta aceitou.

Ana usava sempre o seu vestido de espelhos da sorte.

2 comentários:

  1. Adorei! Tens jeito para a escrita!

    Ah, e obrigada pela estadia! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado! Gostei muito que lá estivesses estado connosco.
      Bjs

      Eliminar

Quero saber a tua opinião. Este espaço é para ti ;)